Arquivo da tag: por que servir a Deus

A proteção de Deus em meio às tribulações da vida

Vamos aprender hoje sobre uma característica da ação de Deus em nossas vidas, lendo o versículo abaixo:

Isaías 4.5: “E criará o Senhor sobre todo o lugar do monte de Sião, e sobre as suas assembléias, uma nuvem de dia e uma fumaça, e um resplendor de fogo flamejante de noite; porque sobre toda a glória haverá proteção.”

O aprendizado é passo-a-passo.

A jornada cristã, como tudo na vida, possui um início. Em Eclesiastes 3 está escrito que “tudo tem o seu tempo determinado”, o que faz menção às etapas da vida, há etapas na adolescência em que a principal preocupação da pessoa é (ou deveria ser) estudar para entrar numa faculdade, quando a pessoa envelhece mais um pouco sua preocupação passa a ser constituir família, a partir daí entra a etapa de cuidar dos filhos, e assim vão se passando os ciclos dessa vida. Do mesmo modo, conforme o tempo a pessoa vai aprendendo mais com Deus e sobre Deus. Ela passa a, assim como Jó, não conhecer mais Deus apenas de ouvir falar ou de servi-lo mecanicamente, mas a ter experiências de Vida com Ele [Jó 42.5-6].

Uma das lições que aprendemos na vida é sobre a confiança em Deus, algo que todos nós falamos, todos nós temos uma idéia do que é, mas na prática não é tão simples, por isso que Deus permite algumas dificuldades na vida para nos ensinar. Antigamente em meio às dificuldades eu procurava blogs nos quais a pessoa me explicasse o “porquê” do sofrimento, eu encontrava as respostas certas porém às vezes sem a explicação completa, não parecia que quem tinha escrito tivesse passado por dificuldades, era como se houvessem respostas prontas para cada situação. Se o leitor já passou por essa situação eu entendo.

Confiar em Deus é você pular em Seus braços tendo certeza que Ele irá te segurar

O fato é que confiar em Deus é algo gradual, em Provérbios 4.18 está escrito que “[...] a vereda dos justos é como a luz da aurora, que vai brilhando mais e mais até ser dia perfeito“. Em cada situação da vida, se tomarmos a atitude correta, nós vamos enxergar com nossos próprios olhos (assim como Jó) que Deus não nos desamparou, e isso irá criar em nós a confiança necessária tanto para enfrentar outras possíveis dificuldades (se Jesus não voltar antes) quanto para aconselharmos um irmão que esteja numa etapa diferente em sua jornada, um irmão que não aprendeu ainda a lição de como confiar em Deus (que fique claro que aqui não é uma crítica, muitos terão dificuldades em confiar em Deus em algum momento de suas vidas, é difícil mesmo no início, mas depois que a lição é aprendida a pessoa passa a confiar mais facilmente em Deus em outras situações - ainda que tudo diga que não, se Deus disse que sim já está determinado e irá acontecer se você continuar firme, tenha certeza disso). A partir do momento que a pessoa confia em Deus ela passa a ficar tranquila em meio às tribulações, porque ela confia em Deus e sabe que Ele é sobre todas as coisas, Ele está no controle de tudo, somos muito pequenos e há muitas coisas que só Deus pode resolver, há coisas que fogem do nosso controle e humanamente é impossível, mas para Deus não há nada impossível [Lucas 1.37].

Eu lia muitas vezes o versículo abaixo e não entendia plenamente seu sentido, mas hoje entendo:

Salmos 46.2: “Portanto não temeremos, ainda que a terra se mude, e ainda que os montes se transportem para o meio dos mares

Esse versículo tem sentido literal, ainda que acontecesse isso que está descrito, não deveríamos temer! A confiança em Deus faz com que tenhamos compreensão do que Ele pode e vai fazer, significa ter a certeza de que Ele não irá nos desamparar. Vivemos num mundo no qual, por exemplo, podemos confiar nas pessoas e nos decepcionarmos, podemos depender assim como José dependeu do copeiro de Faraó quando interpretou seu sonho, o qual se esqueceu de José depois que foi liberto [Gênesis 40.14, 23], porém em Deus podemos confiar e dEle podemos depender, porque Ele não é como o homem, Ele é Puro, Verdadeiro e nEle não há mentira.

Resumindo, na análise do versículo base do início desse post entendemos que Deus é nuvem de dia e fogo flamejante à noite, ou seja, o dia (tempos bons) e a noite (tempos ruins) não deixarão de existir enquanto estivermos nessa terra, porém Deus é proteção e guia para ambos os momentos, certeza de Vitória conforme Sua Vontade, Ele é Fiel e não nos abandona, independentemente do momento que estejamos passando [Isaías 49:15: "Porventura pode uma mulher esquecer-se tanto de seu filho que cria, que não se compadeça dele, do filho do seu ventre? Mas ainda que esta se esquecesse dele, contudo eu não me esquecerei de ti"].

Para finalizar, medite no seguinte versículo:

Romanos 8.18: “Porque para mim tenho por certo que as aflições deste tempo presente não são para comparar com a glória que em nós há de ser revelada

Aceite a Jesus enquanto há tempo clicando aqui.

Abraços e até o próximo post!

Gian Costa

Salmos 46:2“], ela sabe que cada detalhe de sua vida é dirigido por Deus, então

Galardão: A recompensa daquele que busca

Muitas vezes quando conversamos com alguém e falamos de Deus a pessoa que está ouvindo pode se perguntar (devido à própria natureza do ser humano): O que eu ganharia com isso? Vamos então fazer um estudo da recompensa que temos quando servimos à Deus! Leia e tire suas próprias conclusões.

Capítulo Base – Lucas 6

21-23: “Bem-aventurados vós, que agora tendes fome, porque sereis fartos. Bem-aventurados vós, que agora chorais, porque haveis de rir. Bem-aventurados sereis quando os homens vos odiarem e quando vos separarem, e vos injuriarem, e rejeitarem o vosso nome como mau, por causa do Filho do homem. Folgai nesse dia, exultai; porque eis que é grande o vosso galardão no céu, pois assim faziam os seus pais aos profetas”

Nesses versículos Jesus está falando sobre as perseguições sofridas pelos que seguem à Deus, as quais terão uma recompensa aqueles que as sofrem. Quando tomamos a decisão de servir à Deus aceitamos seguir a direção oposta do mundo, pois aceitamos viver pelo Espírito e não pela carne. Em Romanos 8.5-6 está escrito “Porque os que são segundo a carne inclinam-se para as coisas da carne; mas os que são segundo o Espírito para as coisas do Espírito. Porque a inclinação da carne é morte; mas a inclinação do Espírito é vida e paz“.

 Quais são as obras da carne? Quais são os frutos do Espírito? Vamos analisar o livro de Gálatas 5.19-23:

19-21: “Porque as obras da carne são manifestas, as quais são: adultério, prostituição, impureza, lascívia, Idolatria, feitiçaria, inimizades, porfias, emulações, iras, pelejas, dissensões, heresias, Invejas, homicídios, bebedices, glutonarias, e coisas semelhantes a estas, acerca das quais vos declaro, como já antes vos disse, que os que cometem tais coisas não herdarão o reino de Deus”

22-23: “Mas o fruto do Espírito é: amor, gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão, temperança. Contra estas coisas não há lei”

Viver na carne é estar preso ao pecado

As obras da carne são nossa inclinação natural para o que é errado e contra Deus. Sabe aquela idéia que temos da consciência, em que um lado te incentiva para fazer o que é mal e o outro te incentiva para o que é bom? O que ocorre é que o Espírito está sempre em conflito com a carne [Gálatas 5.17]. O Espírito Santo de Deus nos aconselha e atrai para fazer o que é bom, porém nossa carne nos puxa para o oposto. Por que então é muito mais fácil a gente fazer o que é errado do que fazer o que é certo? Porque para fazermos o que é certo devemos buscar à Deus e procurar seguir os Seus mandamentos, o que só é possível com a força que o Espírito Santo nos dá quanto mais O buscamos.

Nós (principalmente jovens) queremos “desfrutar” a vida sem perceber que estamos destruindo a nós mesmos, devido à uma pressão da sociedade (e principalmente da mídia) de que para sermos felizes temos que fazer de tudo sem pensar nas consequências. Infelizmente muitos só caem na real quando estão bem velhos ou quando quebram a cara, sendo que outros não têm nem tempo de perceber a besteira que fizeram. Às vezes a consequência pode vir nessa vida (como perdas financeiras, constituições de familias antes da hora, etc), outras vezes pode acontecer da pessoa sofrer o resto da eternidade por não ter aproveitado a oportunidade dada enquanto ela estava viva (saiba a importância de servir à Deus enquanto jovem clicando aqui).

Você pode então se perguntar: Se servir à Deus significa que pessoas irão me perseguir, poderei ficar triste, por que devo serví-Lo? A resposta é simples: Porque Ele te ama e te recompensará! Ainda que haja perseguições aqui na Terra [II Timóteo 3.12 - "E também todos os que piamente querem viver em Cristo Jesus padecerão perseguições"] Ele é Fiel para nos consolar e nos dar a Vitória. Existe um Galardão lá no Céu esperando por nós. A salvação não vem por obras, mas pela fé em Cristo Jesus (para saber como aceitar à Jesus, vá ao tópico 3 desse link), porém cada um será recompensado de acordo com sua dedicação ao Senhor (quem aceita a Jesus e crê Nele, aceitando-o como único Senhor e Salvador, tem a Vida Eterna, e quanto mais nos dedicarmos aqui maior será nosso Galardão junto com Deus). Batalhe para receber a Coroa da Vida, a qual os Vencedores receberão! [Tiago 1.12]

Como está escrito na Párabola dos Talentos dita por Jesus em Mateus 25.20-21:

“Então aproximou-se o que recebera cinco Talentostalentos, e trouxe-lhe outros cinco talentos, dizendo: Senhor, entregaste-me cinco talentos; eis aqui outros cinco talentos que granjeei com eles. E o seu senhor lhe disse: Bem está, servo bom e fiel. Sobre o pouco foste fiel, sobre muito te colocarei; entra no gozo do teu senhor”

Portanto Busque à Deus enquanto você O pode encontrar [Isaías 55.6] e não se preocupe com os outros, porque você terá sua recompensa.

Aceite a Jesus, pois ainda que tenhamos lutas Ele nos concede Vitórias, e ainda que estejamos tristes Ele nos consola com Seu Espírito Santo!

Abraços e até o próximo post!

Gian Costa